sábado, 3 de novembro de 2012

o amor de maradona e fidel


Maradona diz que ama Fidel Castro e promete viagem a Cuba

Em viagem pela Venezuela, o técnico e ex-jogador argentino, Diego Armando Maradona, declarou sua admiração pelo líder cubano Fidel Castro e disse que ficaria encantado em vê-lo durante a viagem que realizará à ilha dentro de um mês, segundo publica neste sábado, 24, o site oficial Cubadebate."Digam a Fidel que o amo", afirmou Maradona à página cubana ao anunciar sua viagem ao país. Cubadebate, o portal onde Fidel habitualmente publica seus artigos e reflexões, lembra que Maradona...
Pitaco da Viúva
Se o Maradona tivesse aspirado 50% de tudo o que cafungou em sua carreira, se o Fidel ainda estivesse vivo e ambos não necessitassem de alguem para segurar seus bilaus na hora do pipizinho básico, eu acharia que tem fiofó na jogada.
Declaração como essa no fim de carreira por deterioração do estado mental e físico, só pode ser coisa de amizade platônica sem nenhuma chance de ultrapassar a porta do circulo corrugado...




Lideranças petistas defendem direito de Genoino assumir como deputado

Suplente, réu no mensalão pode ocupar vaga de deputado eleito prefeito.
Presidentes do PT, da Câmara e líder da bancada dizem que ele tem direito.


Pitaco da Viúva

Esse tipo de posicionamento deixa Sem nenhuma sombra de dúvida que aqui no Brasil lugar de bandido não é na cadeia e sim na política.

MENSALÃO O JULGAMENTO
Valério acusa Lula de ser o chefe do esquema, diz revista
Empresário teria afirmado que mensalão movimentou R$ 350 milhões
Advogado do réu dá versões distintas sobre declaração; em comício, Lula exorta petistas a defenderem a 'camisa'
DE BRASÍLIA
DE SÃO PAULO
O empresário Marcos Valério de Souza acusou o ex-presidente Lula de chefiar o mensalão e disse que o PT desviou R$ 350 milhões para o esquema -quase o triplo do valor investigado-, segundo reportagem da revista "Veja" desta semana.
De acordo com a revista, Valério disse a pessoas próximas que Lula só não foi para o banco dos réus porque houve um silêncio por parte dele e dos petistas José Dirceu, ex-chefe da Casa Civil, e Delúbio Soares, ex-tesoureiro do partido.
"Não podem condenar apenas os mequetrefes. Só não sobrou para o Lula porque eu, o Delúbio e o Zé [Dirceu] não falamos", afirmou Valério, segundo a revista. E concluiu: "Lula era o chefe".
A Procuradoria-Geral da República fala que o mensalão foi alimentado por desvio de R$ 136 milhões. "O caixa era muito maior. O caixa do PT foi de R$ 350 milhões", teria dito Valério.
Lula não foi acusado pela Procuradoria e nega ter tido relação com o empresário.
O ex-presidente participou de três comícios ontem. Não deu entrevistas nem citou o mensalão, mas apesar de dizer que o PT é o único partido que tem coragem de ir às praças públicas, manifestou desconforto com a ausência de militantes nas ruas.
"Cadê aquilo que aprendemos a fazer ao longo da nossa história? Levantar de manhã, não ter vergonha da nossa bandeira? Não ter vergonha da nossa camisa?", discursou em Capão Redondo, extremo sul de São Paulo.
VERSÕES
À Folha o advogado de Valério, Marcelo Leonardo, disse num primeiro momento que não confirmava nem desmentia as declarações do cliente. Mais tarde, afirmou que Valério negou o teor da reportagem. "Ele não deu entrevista e negou toda a matéria, inclusive as declarações."
Valério foi condenado no julgamento do Supremo Tribunal Federal por três crimes até agora: corrupção, peculato e lavagem de dinheiro.
O texto da revista diz que o revés no Supremo tem levado ele a contar o que sabe a amigos. Por exemplo, encontros no Palácio do Planalto com Lula. "Do Zé ao Lula era só descer a escada. Isso se faz sem marcar. Ele dizia: 'Vamos lá embaixo, vamos'."
O ex-presidente também teria viabilizado empréstimos bancários a Valério -os mesmos que o STF considerou fraudulentos.
A "Veja" diz ainda que o empresário teme ser morto e que o petista Paulo Okamotto, amigo de Lula, teria sido designado pelo PT com o objetivo de mantê-lo calado.
O empresário afirmou que Okamotto chegou a dar um "safanão" em sua mulher, Renilda Santiago, quando ela o procurou para pedir ajuda.
Ainda segundo a "Veja", Valério mencionou encontros privados de Delúbio e Lula no Palácio do Alvorada. "O Delúbio dormia no Alvorada."
O advogado de Delúbio, Celso Vilardi, disse que seu cliente não iria se manifestar.
O advogado de Dirceu, José Luis de Oliveira Lima, afirmou que a reportagem da "Veja" é "leviana".
Ontem Marco Aurélio Mello, do STF, disse que as supostas declarações não influenciam no julgamento, mesma posição manifestada reservadamente por outros ministros. "A ação penal 470 [mensalão] já está finalizada e, quanto à prova, fechada."



Pitaco da Viúva


Posso até imaginar a reunião entre partidos políticos, judiciário, procuradorias da república e o escambau para defenderem a exclusão do grande molusco no processo do mensalão só para não apresentarmos ao mundo um segundo Collor.


Enquanto esse tipo de criaturas estiverem protegidos pelos eternos caras de pau, principalmente na justiça seremos vistos como pequenos escroques, testículos do mundo político porno que alem de participarem diferente dos outros testículos, acabam sempre entrando...

5 comentários:

MARIA BONITA disse...

Ah, Nicolae, vc está fazendo muita falta......

Anônimo disse...

http://13dfgsdfg57.com/

Anônimo disse...

Hi, guantanamera121212

Pedro pessaia disse...

Seu Claudio se foi ja fazem quase 1 ano

Pedro pessaia disse...

Seu Claudio se foi ja fazem quase 1 ano